sábado, 10 de janeiro de 2015

Quando eu tinha 18

As certezas dessa idade hoje, não passam de memórias na minha cabeça. Aos 18 julgava-me muito madura e cheia de certezas quanto ao caminho a seguir na vida: achava que casar era a melhor solução, ter filhos não era assim tão complicado e viver sozinha idem. Não tinha dúvidas que as pessoas que diziam o contrário eram exageradas e sentia-me capaz de realizar todos esses sonhos. Sentia-me responsável e, comparando-me com raparigas mais velhas (uns quatro ou cinco anos) sentia-me ao nível delas. Pensava que era possível gerir um ordenado baixo, pois nunca tinha sido de muitos luxos e prescindir de certas coisas não me custaria. O que descobri - não de um ano para o outro - é que somos pessoas que mudam a cada atitude do mundo e das pessoas ao nosso redor. Hoje, podemos achar que o fulano ter dito x não nos vai influenciar em nada, mas isso é uma ilusão pura. Tudo conta na nossa vida. Até as coisas que - quase - nem ouvimos. Quando sentimos que atingimos a maturidade, achamos que nada mais vai mudar. Que aquilo que sentimos no momento, vai ser o nosso para sempre. A minha vida, em quatro anos, mudou radicalmente. Os meus pensamentos. As minhas atitudes. Tive uma vida difícil, marcante. E eu aprendi com ela. Aprendi a aceitar os pensamentos dos outros - se foram partilhados com respeito - e a ter consciência que as certezas de hoje, podem dissipar-se amanhã e jurar a pé juntos que tal não vai acontecer, é como dar um tiro no escuro: nunca vamos acertar no alvo. O que diz na imagem não tem, necessariamente, que ser uma má mudança. Nós, hoje, é que ainda não sabemos disso. 




15 comentários:

  1. Pior do que mudar, é ficarmos parados no tempo agarrados a ideias preconcebidas.
    Diz o povo que "só os burros é que não mudam". :)

    ResponderEliminar
  2. Eu sempre dizia que nunca iria sair do país para viver, e o que é certo que me estou a preparar para isso..

    ResponderEliminar
  3. concordo, às vezes achamos que sabemos tudo e que não sabemos nada (...) sinto-me assim agora, sinto que consigo, que sou capaz... embora saiba que um dia possa ter a consequência de cair no abismo...
    Continuarei a lutar...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Eu acho que ainda penso um pouco como quando tinha 18 anos (também ainda só passram dois xD) mas talvez daqui a outros dois já pense de maneira diferente!!

    ResponderEliminar
  5. A questão é, algum dia atingimos a maturidade? Eu acho que não, por ser uma coisa tão relativa. Estamos sempre a aprender :)

    ResponderEliminar
  6. A vida ensina-nos o bom e o mau. Quer queiramos quer não...

    ResponderEliminar
  7. Sem dúvida. Nem consigo acrescentar nada às tua palavras querida Angel.

    ResponderEliminar
  8. Acho que todos nós já fomos assim nalgum momento das nossas vidas, uns demoram mais tempo a "crescer", outros menos. E sim, concordo que tudo, mesmo as pequeninas coisas, fazem parte dessa aprendizagem que nunca termina. Hoje somos diferentes do que éramos ontem, e amanhã seremos diferentes do que somos hoje =) **

    ResponderEliminar
  9. Eu com quase 19 vejo as minhas ideias de há 3 anos atrás terem mudado completamente.
    Para mim o casamento era um sonho; hoje é apenas um desperdício de dinheiro que não pretendo fazer. Achava que poderia pegar nas minhas coisas e simples ir para outro sítio; quando agora o que mais quero é estar com os que tenho ao meu lado.
    As pessoas crescem, mudam e aprendem que nem tudo o que idealizaram ao longo dos anos anteriores onde achavam ter a maturidade no topo é realmente o que querem para o seu futuro. Faz parte do natural crescimento intelectual de cada um.

    r: Obrigada! O que achaste do trabalho, na altura?
    Sim, penso que sim, que ter uma boa relação com o meu treinador é meio caminho andado!

    ResponderEliminar
  10. sempre ouvi dizer que a nossa maneira de ver as coisas muda de 5 em 5 anos, estamos sempre a lidar com situações e pessoas novas que nos fazem também mudar :)

    ResponderEliminar
  11. r: que sorte, já eu dei super nas vistas ahah

    ResponderEliminar
  12. r: Por enquanto só fiz noites e estive com a maior parte do pessoal, principalmente gerentes. Tem imensa gente da mesma idade ou a rondar a minha idade. Sim, chego a casa sempre cansada. Por enquanto estou no mesmo posto, mas terça já vou para outro e tenho de afinar as ideias! Até agora consegui decorar praticamente tudo do meu posto. Mas às vezes falha algo. Sim, higiene sempre. "Já lavaram as mãos?" é a pergunta que mais se faz lá. Sempre tudo, sempre tudo a trabalhar. NADA DE ESTAR PARADO! Sim, de há 6 anos para cá mudou muita coisa!
    Sim, dar o litro sempre. Preparo-me para sair? Não percebi.

    ResponderEliminar
  13. r: Ah, sim, até entrar no ritmo vai ser sempre assim.
    Explicaste-te bem, só não acabaste a frase!

    ResponderEliminar