terça-feira, 9 de junho de 2015

É assim tão difícil sentir?


Há quem tenha medo de algo estranho: medo de amar, medo de ser feliz. Não vos causa estranheza? Amar é tão simples, tão fácil. É daquele tipo de sentimento que "das duas, uma": ou se ama, ou não se ama. O meio termo não existe. E isso facilita. É um sentimento onde temos que desligar o "achómetro". No amor não se "acha nada", sente-se apenas, e isso devia ser suficiente. Quando não deixamos o coração falar e agir no que respeita ao amor, damos em doidos. Nenhuma decisão nos parece final, parece que não a conseguimos tomar. E parece-me e parece-vos porque não está realmente nada decidido. Decidir com a cabeça, assuntos do coração, não é válido, nem nunca será. E pode parecer mais uma daquelas frases cliché . Mas ao menos é uma frase cliché com sentido. E por isso vou usar esta frase na mesma. 
Não deixar o amor fluir, o amor falar por si, é o pior erro de sempre. Se o nosso coração quer - e sabemos que o do outro também - porque não avançar logo? Porque não somos capazes de dizer "vou deixar-me levar"? Para quê complicar? 

Se amor persiste, tudo o resto é irrelevante. Se, apesar das pedras no caminho, continuamos a desejar o outro é porque vale - realmente - o esforço. Se aquele sentimento tão puro, tão quente, tão inexplicável, permanece, os problemas devem ser resolvidos e as diferenças utilizadas para gerar um união única e saudável. 

Amar é amar e o resto, é resolvido. 



12 comentários:

  1. Por vezes pode sim ser díficil sentir :)

    ResponderEliminar
  2. Subscrevo por inteiro, sabes que tens toda a razão nem preciso de o dizer :p

    p.s.: a menina na imagem fez-me mesmo lembrar de ti por causa do chapéu :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então mas anjinha, eu já tenho procurado em áreas fora da minha. Aliás, há mais de um ano que envio para basicamente tudo o que seja oferta que eu ache que conseguisse dar conta do recado com eficiência. Seja para comércio, restauração, transporte, etc etc. E já mandei até para fora de Lisboa, mas não há resposta :s

      p.s.: gosto da tua carinha laroca ali em cima :p

      Eliminar
  3. Ás vezes a casmurrice não nos deixa sentir essas coisas verdadeiramente.. mas chega a uma altur que temos e certamente, acabamos por seguir o coração :) falo por experiência própria!

    Beijinho querida **

    ResponderEliminar
  4. Cá para mim quem diz que tem medo de amar na verdade está a querer dizer que tem medo de vir a sofrer (de amor).

    ResponderEliminar
  5. Como se diz na minha terra:
    Quando estamos cegos d'amores, não vemos senão paredes. eheheh
    Não me perguntes o significado desta expressão, porque os velhos de lá já morreram todos. xD

    ResponderEliminar
  6. Acho que o meu coração deve de falar muito alto! Acho que ele faz papel de coração e cérebro. Enfim, querida adorei este texto como todos os outros que já escreveste e tive a oportunidade de ler. Quando escreves sinto que falas do coração e textos destes são maravilhosos ;)

    ResponderEliminar
  7. Gostei deste texto :) (e da foto lá em cima :DDDDD)

    ResponderEliminar
  8. Isto foi tão inspirador, uma verdadeira lufada de ar fresco. Amar é amar, e pronto, feito. Adorei.

    ResponderEliminar
  9. wow, fiquei a pensar depois de ler isto. inspirador, sem dúvida

    ResponderEliminar