quarta-feira, 14 de setembro de 2016

TOP 5 - Coisas que deves saber antes de entrares para a faculdade

1. Não cries expetativas altas em relação ao estabelecimento

Se a tua ideia de uma faculdade é um estabelecimento grande e cheio de auditórios com turmas enormes ao estilo American Pie, e ainda não tens evidências oculares de como é a tua faculdade, o melhor conceito a seguir é: baixa a expectativa. 

Pegando na zona de Lisboa, existem faculdades com muito boa qualidade de infraestruturas como é o caso do ISCTE e da ISCSP, mas depois existem versões que deixam muito a desejar, como é por exemplo o caso do ISCAL, em que podemos afirmar não ter espaços exteriores (apesar de na praxe nos ensinarem a defender que existem sim espaços exteriores, como é o caso do minúsculo recinto a que temos acesso através do R/C do prédio.

As turmas nas faculdades são geralmente muito parecidas - em relação à dimensão -  com as que temos no secundário, a não ser que o teu curso tenha aulas teóricas, pois existem faculdades que optam por juntar turmas nesse tipo de aulas. 

2. Não desesperes no inicio 

Vais estar perante uma realidade completamente diferente. Provavelmente vais estar mais longe de casa, vais entrar para um curso superior que vai ser - em principio - a base do teu percurso laboral, e que por isso vai decidir uma grande parte da tua vida. Quando as dificuldades surgirem: más notas, trabalhos difíceis, professores menos simpáticos, saudades de casa, dificuldade de integração...Não desesperes! Tudo isso vai - quase de certeza - acontecer e é normal! Por isso não penses logo em desistir do curso e nunca, nunca tomes atitudes precipitadas. 

3.  Tira partido daquilo que a universidade tem para te oferecer

No ensino secundário não estamos habituados a ter calendários online, plataformas com material de estudo e a biblioteca é um local a evitar. NA faculdade isso deve - obrigatoriamente - mudar. Vais ter a tua disposição imenso material que podes utilizar mas que por falta de hábito não o vais fazer. Muitas vezes as AE's fazem disponibilizam resumos das aulas lecionadas, os professores colocam slides nas plataformas antes das aulas, etc, por isso usa e abusa disso, porque na faculdade quanto mais informados estamos em relação à matéria menor é a probabilidade de nos perdermos.

4. Sê conhecedor/a de todas as oportunidades de escolha

Caso não estejas satisfeito/a com  curso onde entraste, não entres em pânico e faz a tua matricula. Existem mais fases a que te podes candidatar e posteriormente seres colocado/a. Se só chegares à conclusão que não te sentes realizado/a com o curso em que estás depois de um certo período de tempo, e o curso que tens como opção é dentro da mesma área de estudos, aproveita todas as equivalências que possas conseguir. Só porque vais mudar de curso no ano seguinte não desistas! Nunca se sabe que partido podes tirar das cadeiras que concluíste ou em quê que elas te podem vir a ser úteis.

No caso de teres em mente fazeres Erasmus, cuidado com as equivalências de notas! Erasmus é uma experiência inesquecível, mas não vais querer perder um ano porque o fizeste. Vê os países que podem ser mais benéficos em termos de notas e também quais as cadeiras que vais ter que te dão equivalência às do teu curso em Portugal. Conheço alguns casos de estudantes que foram para Erasmus sem este tipo de cuidado e posteriormente tiveram que fazer todas as cadeiras que faltavam em exame já no estabelecimento de ensino em Portugal, por falta de concordância entre faculdades.

5. Mesmo que não gostes de praxes, tira delas algum proveito 

Apesar de saber que existem opiniões diversas em relação ao assunto, e que gostos não se discutem, penso que independentemente da vossa opinião acerca das praxes deviam experimentar pelo envolvimento que estas vos permitem ter com as pessoas. Ficam a conhecer os restantes caloiros e têm oportunidade contacto com alunos mais experientes, que vos podem dar opiniões sobre o curso, dicas sobre professores, apontamentos e dar-vos a conhecer detalhes importantes do vosso interesse sobre muitos outros assuntos. Por isso, se têm uma má opinião das praxes não a olhem só pelo lado negativo e não tenham medo de meter conversa seja com quem for!


Aproveitem ao máximo a jornada, que vai parecer longa, mas vai deixar saudades quando terminar!






2 comentários:

  1. Acho que são excelentes dicas, principalmente a de que passamos todos por um mau bocado ao início e a de que devemos usar e abusar dos recursos da faculdade :)

    http://marquesadecaraba.blogspot.pt/

    ResponderEliminar